sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Apelo público

Antes de viajarmos para o torneio no MS, vimos o Conselho Superior consagrar nova fase do cangurismo. O quadro de votos da última promoção por merecimento mostra que o Conselho mudou de nomes, não mudou de manhas. Obediente à risca ao dito “mateus, primeiro os teus!”, confirmou a cantada promoção da colega Núbia Zeile e, com quatro votos, sinalizou as próximas, dos colegas Márcia Haydeé e Pedro Lino, 18ª e 20º na lista de antiguidade.

Dissemos antes, dizemos agora: qualquer colega tem o direito de se inscrever e de almejar votos. É a regra. Nenhuma censura a Núbia, Márcia ou Pedro Lino. Todos têm merecimento. A questão é outra. É o acintoso desrespeito do Conselho aos colegas que têm igual merecimento, o desrespeito ao Parágrafo único, do artigo 4º, da Resolução nº 02/2005, do Conselho Nacional do Ministério Público:

Inexistindo especificação de critérios valorativos que permitam diferenciar os membros do Ministério Público inscritos, deverão ser indicados os de maior antigüidade na entrância ou no cargo.”

Até quando, ó Conselheiros?

Existe colega Procurador(a) que tenha coragem de se comprometer – e, depois, exercer seu compomisso – de respeitar a antiguidade na carreira, nas promoções por merecimento, na forma da Resolução 02/05-CNMP?

Existe algum(a) com coragem para ser independente, sem ter que agradar eventuais assentados nos cargos de Procurador-Geral e Corregedor-Geral?

Existe quem com essa coragem se disponha a ser candidato ao Conselho nas eleições de setembro de 2009, ou de 2011, ou de 2031?

Por gentileza, apareça! A cansada esperança agradece.
.

Um comentário:

Eduardo Sens dos Santos disse...

Caro Colega,

Solicito divulgação do Blog do Ministério Público (http://doministeriopublico.blogspot.com).

A divulgação recíproca será garantida.

Eduardo Sens dos Santos
MPSC