quarta-feira, 18 de julho de 2007

Filhos da coruja

Hoje temos direito a dois mundos. Um real e outro virtual. Este não se cansa, não depende de humores ou hormônios, simpatias ou agrados, trata a todos com matemática igualdade, nas muitas horas dos dias.

Bancos, indústrias, comércios e empresas de serviços redobram-se em alta competição pelo mais e pelo melhor para conquistar e satisfazer clientes. Firma-se o império do consumidor.

Mas o poder público também contabiliza avanços no mundo virtual. Muitos órgãos publicam forma e substância que satisfazem a majestade da cidadania. Outros, nem tanto. Perdem-se na estilosa burocracia, na desculpa da verba, na falta do verbo, na pachorra institucional.

O site do Ministério Público parece que tem sobrevivido aos trancos e barrancos, meio como "os filhos da coruja" [Esopo]. Sem muito primor de layout, sem obstinação pelo conteúdo para o público interno e externo, sem muito apego à democracia. Talvez, porque, ao contrário do setor privado, falte concorrência. E o consumidor vale mais que o cidadão. Não é de hoje que opino e sugiro. Agora, reclamo. Temos direito a um melhor Ministério Público Virtual. Serei o único não satisfeito?

2 comentários:

Márcio Thadeu disse...

Caro Juarez,
Suas observações sobre o layout e a alimentação de nosso site (www.mp.ma.gov.br) em breve encontrarão resposta. A Coordenação de Informática acaba de capacitar sua equipe para uma remodelação de nosso portal. Acessibilidade é uma das inovações, decorrentes da necessidade de nos adequarmos às necessidades dos deficientes e ao cumprimento de disposições legais aplicáveis.
As sugestões podem ser encaminhadas à Coordenação de Informática para seu estudo e avaliação.
O Banco de Peças, o Banco de Boas Práticas e Experiências, a consulta à legislação estadual, a consulta às obras da biblioteca, o chat, as páginas dos CAOps, dos órgãos colegiados, da ESMP e da Corregedoria,o Boletim Interno Eletrônico, dentre tantos outros links disponíveis e de uso freqüente podem e devem ser aprimorados, inclusive para facilitar a navegação.
Obrigado pelas sugestões! As críticas sobre a página demonstram a importância de termos, como afirmas, o Ministério Público maranhense otimizado no mundo virtual. Nosso portal já é importante elemento de comunicação e pesquisa. Vamos melhorá-lo sempre!
Márcio Thadeu

Anônimo disse...

Aleluia!! Estão nos ouvindo! Que bom que a administração está começando a entender que sem críticas democráticas e construtivas não há respostas legítinas e eficientes! O aceite ao debate e a resposta à colocação do artigo pelo Secretário de Assuntos Institucionais são dignos de aplausos. O mal de todos nós (e da administração superior do MP), como já disse Norman Vincent, é que preferimos ser arruinados pelo elogio a ser salvos pela crítica! Lamenta-se, todavia, que quando o assunto é movimentação na carreira e criação de cargos, por vezes tão rápidas e outras vezes tão lentas, sem falar do tal do mérito, que muitas vezes quando a vaga surge, ou mesmo antes, já se sabe quem é o agraciado, o silêncio seja a resposta. Fiz referência a agraciado porque antes da escolha o discurso é sempre o mesmo: todos merecem!!! Mas ao final da votação, quase sempre, é escolhido o tal do agraciado, que todos já sabiam!!! Ou nós temos bola de cristal ou uma explicação oficial seria, também, bem-vinda.
Ass: João Marcelo.