quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Estratégia


Na próxima sexta-feira, no bissexto 29/02, às 09 horas, acontece a solenidade de (re)lançamento do Planejamento Estratégico do Ministério Público para o quadriênio 2008-2011.
.
Em dezembro, para o lançamento, faltou chorus e quorum. Agora, deve ser diferente. O Conselheiro Nacional Nicolao Dino vai arremeter sobre “O Ministério Público e os vinte anos da Constituição Federal: os caminhos do Planejamento Estratégico”.
.
Dessa vez não pode falhar. É a estratégia. Maio está logo aí.
.

2 comentários:

Teomario Serejo Silva disse...

Uma instituição é feita da vontade e deliberação de seus agentes. Sem dúvidas todos nós queremos um Ministério Público respeitado e comprometido com os pressupostos constituciconais. Ter um planejamento é fundamental. Esse planejamento será da responsabilidade de cada um de nós (promotores e procuradores de justiça), seja porque nos fizemos presentes e apresentamos sugestões ou contestamos propostas, seja porque optamos pela ausência e deixamos que fosse aprovado o indesejado. Ter uma instituição forte e combativa, demanda efetivo engajamento.

Sandro Pofahl Bíscaro disse...

De fato é fundamental o engajamento do qual falou o colega Teomário. É muito importante sermos crítimos, sim, mas não menos importante, também, apontarmos soluções. As duas coisas, na verdade, estão imbricadas.
A democracia é isso: conviver com divergências. E dessas divergências brota o amadurecimento. Vamos pensar nosso MP como quem pensa uma empresa: com objetivos a alcançar, estratégias de crescimento, etc.
A sociedade aguarda.
Vamos lá colegas!