domingo, 30 de maio de 2010

Notícia de amanhã


Uma das notícias abaixo será divulgada amanhã (31/05).

Primeira:
Raimundo Nonato de Carvalho Filho foi nomeado para a o cargo de Procurador-Geral de Justiça. Ele foi o mais votado na eleição do último dia 17, com 152 votos. Ao assinar o ato, na manhã de hoje, a governadora ressaltou que sua decisão de escolher o mais votado foi para, mais uma vez, demonstrar seu respeito pela vontade da maioria, e em consonância com os interesses defendidos pela Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (CONAMP). Resumiu, categórica: “Sempre nomeei o mais votado!”. O novo Procurador-Geral agradeceu a nomeação e afirmou que “em nenhum momento duvidei que a governadora nomearia o mais votado.”

Segunda:
Maria de Fátima Rodrigues Travassos Cordeiro foi reconduzida ao cargo de Procuradora-Geral de Justiça. Ela foi a segunda colocada na eleição do último dia 17, com 146 votos. Ao assinar o ato, na manhã de hoje, a governadora ressaltou que sua decisão foi para prestigiar a presença da mulher no comando da instituição. Ela disse que Fátima Travassos tem conduzido o Ministério Público com altivez e equilíbrio, razão para merecer continuar no cargo. A Procuradora-Geral agradeceu a nomeação e sustentou que “a governadora agiu dentro da lei, pois o segundo turno pertence a ela; só queremos dinamizar nosso trabalho.”

Terceira:
Francisco das Chagas Barros de Sousa foi nomeado para o cargo de Procurador-Geral de Justiça. Ele foi o terceiro colocado na eleição do último dia 17, com 72 votos. Ao assinar o ato, na manhã de hoje, a governadora ressaltou que sua decisão, respeitando a constituição federal, foi para evitar uma maior conflagração entre os membros do próprio Ministério Público. O novo Procurador-Geral de Justiça agradeceu a nomeação e, visivelmente surpreso, disse que “não esperava ser o escolhido, mas tudo farei para tentar unir a todos pela grandeza do Ministério Público.”

Quarta:
Amanhã (01/06) termina o prazo para escolha do novo Procurador-Geral de Justiça. Da lista tríplice constam Raimundo Nonato (152), Fátima Travassos (146) e Francisco Barros (72). A governadora viajou para Brasília e só deve retornar na quinta-feira. Segundo assessores, depois de duas semanas de pressões e embates internos para definir o nome da lista, ela resolveu lavar as mãos: “Eles (do MP) que se resolvam. Qualquer um me serve.”

3 comentários:

Aloisio disse...

Quinta:
Fátima Travassos será a nova Procuradora-Geral de Justiça para o próximo biênio.
Após uma eleição disputada em que foi vencida pelo Procurador Raimundo Nonato Carvalho Filho, Fátima Travassos e seus súditos iniciaram com a governadora Roseana Sarney uma banca de negócios e troca de favores em prol de sua escolha. Vendeu-se de tudo: de almas a engavetamento de processos. O mais empenhado em sua escolha era Ricardo Murad, que quando secretário "construiu" diversas estradas fantasmas e ganhou alguns processos judiciais por isso.
O Ministério Público terá agora uma árdua missão de recuperar a credibilidade perdida em meio à onda de denúncias.
Já Roseana, terá que explicar a escolha de Fátima Travassos, amiga pessoal de seu maior adversário político e segunda colocada na lista tríplice, tarefa essa das mais difíceis.

Paulo disse...

Que independência pode ter uma instituição se o seu chefe maior estiver atrelado aos interesses de quem o nomeia?

Caso a governadora se isente e nomeie realmente o mais votado, Dr. Nonato terá bastante trabalho para limpar toda lama acumulada nesses 2 ultimos anos.

Se a governadora ceder às pressões e mantiver a atual no cargo... salve-se quem puder!
E quem sai perdendo mesmo é a sociedade e a democracia.
Quem acreditará no MP de Travassos?

Não sei quem disse...


“É uma pena que a Governadora...”

(O comentarista não se identificou. Não publicamos anônimos)