quarta-feira, 10 de junho de 2009

Tríplice

O Tribunal de Justiça, na sessão plenária de hoje (10/06), formou a lista tríplice de integrantes do Ministério Público, que será encaminhada ao governador em exercício João Alberto de Souza, para a nomeação do novo desembargador do Tribunal:

01. José de Ribamar Froz Sobrinho (22 votos)
02. Teodoro Peres Neto (20 votos)
03. Iracy Martins Figueiredo Aguiar (14 votos)

3 comentários:

Anônimo disse...

Prezado Juarez, seu blog já está linkado no Blog do Kenard. Abraços. RK

Ana Cláudia Leite Melo disse...

Que sensação horrível de assistir a todo o desenrolar dos fatos presumidamente articulados e de conhecimento notório até de quem não é do meio!
O circo foi montado mesmo, o que é triste.
E o picadeiro virou até passarela, pois hoje vai ter até “axé” para bandas do Marafolia. O empresário gatíssimo do Marafolia está organizando hoje uma festa para comemorar a escolha do novo Desembargador Froz Sobrinho de conduta mais que ilibada.
Escolha? mas ainda não só escolheram a lista tríplice? No meio nada segue critérios legais e morais, somente a música que eles cantam… e é essa hoje vai ser axé baiano.

Não sei informar se vão oferecer compra de abadás! Só sei que pelo menos “nesse” Marafolia, os abadas são ilimitados a favores e muito caros. Esse vai ser um sucesso: ESGOTADO!
Só sei que hoje já tem comemoração. Não sei porque não divulgam logo. VAzou!
Uma coisa eu peço: Dra. Iracy e Dr. Teodoro, CNJ, justiça (se existe), não deixem a tomar esse rumo triste…

Quais são os títulos, serviços releventes prestados à sociedade, porque nunca se ouviu falar de sua repercussão positiva na carreira de promotor??? Só o que se fala é do processo escabroso que manchou o nome no judiciário maranhense do ex-promotor FRoz…
SERÁ MESMO QUE AS COISAS NUNCA VÃO MUDAR NESSE ESTADO, E NESSA DITA “JUSTIÇA”? Que mais parece uma sala, onde ninguém escolhe o que é melhor para sociedade (função precípua),e sim, para os seus próprios interesses. Não é democracia, não é lei, norma, critérios: isso é sala íntima, e isso é muito TRISTE!

flor disse...

A sociedade maranhense não reconhece, em nenhum dos três nomes, os relevantes serviços que possam ter prestado. E nem o "notório saber jurídico e reputação ilibada".
Levou que tinha mais. Mais parentes no poder.